Provar antes de comprar conservas portuguesas é moda em Portimão

Há muito tempo que a curiosidade me empurrava para o outro lado do vidro onde seis mesinhas quadradas me propunham um tranquilo entardecer dominado pelo mais português dos sabores portugueses. Até que na semana passada foi possível enganar o tempo para conhecer mais de perto este projeto singular com nome de mulher: Maria do Mar.

Singular porque juntou num único conceito duas formas de nos entendermos em… conservas. A venda ao público e a degustação. Ambas tão apelativas quanto as centenas de latinhas coloridas que decoram o expositor do tamanho de uma parede, para lá caberem as 330 variedades de atum, sardinha, cavala e outras especialidades capazes de nos abrir o apetite mesmo às horas em que não se come.

Com preços que variam entre os 2,90€ e os 6,50€, o menu de degustação põe-nos um pouco à deriva. Por uma razão única: querermos comer tudo numa única vez, tão grande é a vontade de nos embriagarmos com sabores tão antigos, tão intensos, tão nossos. Salva-nos a habilidade da simpatiquíssima Rosário Peixinho, para nos decidirmos por onde começar.

Se optar pelo paté de truta com vinho do porto ou a tiborna de cavala enfeitada com uma salada muito suave e aromatizada, fará uma ótima escolha. Mas o mais certo é ter de lá voltar porque quase todas as propostas do menu apresentam a opção picante. E já sabe que pode saborear no local ou levar para casa. Ou as duas coisas, porque qualquer um destes petisquinhos são tão práticos e generosos que nos servem de refeição.loja_1

A ideia ganhou espaço na Rua Direita, em Portimão, pela inspiração de dois homens que partilham um nome e o gosto pelas conservas portuguesas. Em cinco anos Pedro Franco e Pedro Estorninho fizeram com que a Maria do Mar caísse no goto de muita gente. Os turistas já procuram a casa, mas os clientes habituais são residentes e visitantes nacionais, rendidos à mítica iguaria que continua a alimentar a cultura portuguesa. Sobretudo desde que passou a ser reconhecida como produto de elevado valor nutricional, com lugar reservado na dieta mediterrânica. Daí a conquistar o estatuto gourmet foi um passo, mas um passo importante, por trazer nova vida ao mercado e a muitas marcas de prestígio que se apuram cada vez mais em novas variedades de sabores.lata

Satisfeita uma curiosidade, faltava outra, tão original quanto a primeira. O nome do nº 89 da Rua Direita é inspirado no filme do cineasta Leitão de Barros (1930), considerado um dos mais importantes na história do cinema nacional: Maria do Mar.

2 thoughts on “Provar antes de comprar conservas portuguesas é moda em Portimão

  1. Já fui, provei e adorei! Mas quero lá voltar, pois não deu para matar a curiosidade e a vontade de provar de tudo um pouco. Saí com água na boca! O resto fica para a próxima…

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta para Cristina Bentes Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s